Navigation-Menus

Assessora Técnica de Tuberculose e TB/HIV


Descrição Sumaria

O Assessor Técnico para área da TB e TB-HIV, tem a responsabilidade primária de colaborar com o MISAU e outros parceiros na elaboração da estratégia para a área de TB & actividades colaborativas TB-HIV e de operacionalizar as intervenções desta estratégia nas Províncias, Distritos e Unidades Sanitárias apoiadas pela EGPAF.

A Posição é responsável por capacitar as equipas Provinciais da EGPAF: assessores clínicos, oficiais seniores de TB e oficiais de programa, de forma que estes sejam capazes de dar assistência técnica às equipas da DPS e SDSMAS e pessoal de saúde nas unidades sanitárias para garantir um acesso abrangente e de qualidade aos serviços clínicos de TB e TB-HIV.

O posto é baseado em Maputo, com deslocações frequentes às províncias.

Funções Essenciais e Responsabilidades

  • Participar nos grupos técnicos de Trabalho do MISAU e com outros parceiros, e dar assistência técnica para o desenvolvimento de estratégias, políticas, procedimentos, normas, manuais, materiais técnicos / instrumentos nacionais, nomeadamente em matéria de cuidados e tratamento da TB;
  • Participar no desenvolvimento das estratégias para TB/TB-HIV e na elaboração e revisão do plano anual da sede e das províncias da EGPAF que sustenta o plano de actividades de TB/TB-HIV do MISAU;
  • Providenciar apoio técnico e programático a equipa técnica da EGPAF, para implementar o pacote compreensivo de cuidados e tratamento da TB/TB-HIV e sistema de transferência de serviços de elevada qualidade que estejam em concordância com os guiões do PNCT do MISAU;
  • Assegurar a implementação provincial do programa nacional de combate a TB/TB-HIV da EGPAF, garantindo o acesso aos serviços clínicos de qualidade:
  • Identificar necessidades e coordenar as formações sobre o diagnóstico e tratamento da TB para as equipas províncias da EGPAF: assessores clínicos, oficiais seniores de TB e oficiais de programa;
  • Trabalhar com as equipas provinciais para estabelecer o fluxo dentro das unidades sanitárias de forma a fortalecer as ligações entre serviços e de forma a garantir o acesso aos cuidados continuados;
  • Assegurar a integração e planificação das actividades colaborativas dos serviços de cuidados e tratamentos de HIV com a TB, a nível das DPS e SDSMAS;
  • Apoiar as equipas provinciais na integração de serviços do Programa Nacional de Combate a TB com SMI e APSS;
  • Apoiar as equipas provinciais na implementação de medidas inovadoras que contribuam para aumentar o acesso ao diagnóstico e tratamento da TB;
  • Apoiar as equipas provinciais no estabelecimento de um sistema de referência entre as US de referência e US periféricas de forma a garantir o seguimento de pacientes;
  • Garantir a qualidade dos serviços do PNCT nas Províncias onde opera a EGPAF, através de visitas de supervisão e de orientação técnica;
  • Garantir o apoio técnico as equipas provinciais na ligação do PNCT na unidade sanitária com os serviços comunitários.
  • Colaborar com equipa multidisciplinar: assessor técnico para PTV/ Pediatria, assessor técnico para área de apoio psicossocial e comunitário e equipe de monitoria e avaliação, para subsidiar a Direcção Técnica da EGPAF;
  • Contribuir para pesquisas operacionais (avaliação de saúde pública) para avaliar a eficácia e identificar as lições aprendidas e melhores práticas do programa de combate e tratamento de TB;
  • Avaliar as necessidades de formação e desenvolver a capacidade da equipe provincial da EGPAF através da formação, supervisão e capacitação em apoiar, monitorar e avaliar programas de atendimento integrado de TB/HIV;
  • Realizar a tutoria a assessores clínicos provinciais e oficiais seniores de TB, e providenciar actualizações científicas relacionadas ao TB e suas implicações na implementação do programa;
  • Apoiar no seguimento do progresso das unidades sanitárias, através das visitas de supervisão formativas e elaboração dos relatórios do Programa Nacional de Combate a TB em colaboração com o MISAU;
  • Contribuir na elaboração dos relatórios periódicos a serem reportados para os doadores e dar retro informação atempada aos distritos e províncias sobre o programa;

Qualificações Requeridas

  • Educação & Experiencia
  • Licenciatura em Medicina;
  • Mestrado em Saúde Pública ou outro grau de mestrado relevante será uma vantagem;
  • Pelo menos 3-5 anos de experiência clínica em Tuberculose com excelentes conhecimentos em cuidados e tratamento de adultos infetados pelo HIV e TB e de gestão do programa de HIV e TB em contextos de recursos limitados
  • Experiência na formação, supervisão e monitoria do pessoal.

Conhecimentos, Competencias & Habilidades

  • Habilidades e conhecimentos em monitoria e avaliação (métodos quantitativos e qualitativos) de programas de HIV e Tuberculose
  • Habilidades e conhecimentos em desenho e gestão de programas, incluindo a capacitação institucional e fortalecimento de sistemas de saúde.
  • Capacidade de trabalhar em equipa multidisciplinar
  • Habilidades de comunicação oral e escrita. Proficiência em língua portuguesa e inglesa (oral e escrita);
  • Conhecimento das aplicações Microsoft Office (Excel, Word, PowerPoint, Outlook).
  • Conhecimento de princípios e práticas que regem os programas de subsídios do Governo dos EUA será uma vantagem
ENVIE SEU CV Aqui

Post a Comment

0 Comments